Perma-horta de varanda

Há que tempos que ando a estudar Permacultura, com o desejo de começar a praticar. Já fiz duas pequenas experiências, e agora gostava de começar a sério, mesmo para começar a produzir alguma comida comida biológica para consumo da família.

E como já tenho uma “varandinha” com espaço, resolvi criar aqui uma horta diferente, com base em alguns princípios de design da Permacultura. Ora cá vai o resultado.

O “terreno” que tenho é um terraço ladrilhado, com uma parede norte que apanha sol a partir do meio-dia até quase ao pôr-do-sol. Os prédios à volta roubam muita luz, principalmente durante o inverno quando a trajetória do sol é baixa, mas durante os meses quentes o sol é implacável e esturrica tudo. Por isso precisava de alguma maneira de controlar a exposição solar da horta sem no entanto tirar o acesso à luz.

Para isto recrutei algumas pequenas árvores e arbustos ornamentais que lá andavam em vasos. Juntei 4 plantas frondosas para garantir sombra à minha horta durante as horas de sol alto, mas que não tapem a luz quando o sol está baixo (no inverno o dia todo, ou no verão fora do meio-dia solar). Esta técnica é usada há milhares de anos pela humanidade, e corresponde ao design básico de uma orla de floresta natural.

tampo

Estrutura principal: uma esquadria retangular, seis pernas, e um tampo com buracos para as plantas dos vasos. O tampo está dividido em 4 partes para ser mais fácil pôr à volta das plantas crescidas, e foi envernizado para resistir à água.

bancos

“Banquinhos” de altura. Construí também umas alturas de madeira para que todos os vasos fiquem exatamente nivelados ao tampo. Envernizados para resistirem à chuva e à rega.

impermeavel

Depois de pintada e envernizada a madeira, cobri o interior com um plástico impermeável. Por cima do plástico espalhei uma brita fina para manter a capacidade de escoamento de água. O tampo é na realidade desnivelado; as pontas laterais estão 1cm mais altas que o centro, e no centro existe um rasgo no plástico para deixar sair a água em excesso. O plástico tem buracos para que a terra da horta comunique com a dos vasos.

terra

Depois foi só encher com a terra nova. Tentei criar uma altura de 10 a 15cm de terra sobre o tampo, ficando com mais de 20cm de profundidade dentro do círculo de cada vaso.

cultura

E pronto, a seguir transplantei os espinafres, alfaces, couves, aromáticas, e um morangueiro que já tinha a crescer. E semeei mais uma quantidade de coisas, como melões, pepinos, tomates, e alfaces. Com uma rega automática nada disto vai ser problema. E coentros, muitos coentros a toda a volta, para afastar as pragas. Vamos ver se resulta ou se preciso de plantas mais tóxicas.

Uma vantagem deste sistema é que forma uma cama bastante elevada e poupa-nos as costas de andar sempre curvados. Ou quase.🙂

Já tive oportunidade de comprovar o funcionamento solar do conjunto, e apraz-me dizer que parece funcionar bastante bem!🙂 Resta agora ver como corre a drenagem de água, uma vez que tenho tido problemas de apodrecimento de raízes por causa da chuva constante.

Um sub-projeto para concluir mais tarde será a recolha da água que escorre desta horta, carregada de nutrientes, e reutilização para rega da mesma. à partida irá envolver uma bomba elétrica alimentada por um painel solar, e talvez um pequeno microcontrolador que esteja consciente das estações do ano ou das condições da terra…

Outro projeto é uma vermicompostagem para fechar o ciclo de nutrientes da horta pelo menos de uma forma parcial. Outro ainda é uma cultura de cogumelos na parede oposta, que está à sombra a maior parte do tempo.

Tantas ideias, tão poucos anos de vida…🙂

~ por Vasco Névoa em Abril 10, 2013.

2 Respostas to “Perma-horta de varanda”

  1. Sem dúvida uma boa leitura. Este tema da permacultura, é algo que me fascina bastante poderia indicar-me alguns blogues ou livros interessantes sobre esse tema?
    Gostaria também de saber onde posso arranjar sementes de cogumelos, tenho bastante espaço escuro aqui em casa e gostaria de começar um pequeno cultivo😛

    Desde já obrigado🙂

    • Benvindo Ozz.🙂
      Desde já aconselho o registo e uns belos passeios pela Transição e Permacultura Portugal (TPP). É o nosso oásis de Transição e Permacultura, onde se associam e comunicam as pessoas que procuram esta forma de liberdade, estilo de vida, de negócio, e até espiritual. Há de tudo para todos, com muita partilha de informação, grupos de discussão e interesse, workshops, formações, certificações, trocas de sementes, voluntariado, cooperativismo, etc. Penso que entrando lá, tudo está coberto e nada mais será necessário – tudo o que interessa, seja feito por cá ou no estrangeiro, está lá referenciado. É uma questão de tempo e pesquisa.🙂
      Bom proveito!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: