Zeitgeist Portugal

No passado dia 3 fui à conferência “The Venus Project World Lecture Tour ” aqui em Lisboa. Eu já conhecia por alto o “Movimento Zeitgeist” internacional, mas não fazia ideia daquilo que se passava aqui em Portugal… o que lá vi deixou-me boquiaberto!

Para já, a sala encheu completamente; mais de 300 pessoas assistiram à palestra, algumas em pé, e nas sessões de perguntas e respostas notava-se um interesse genuíno pelo assunto. É claro que havia no ar aquela “desconfiança céptica”, principalmente depois da introdução ao Movimento ter sido feita de uma forma muito apaixonada mas pouco objectiva por um dos membros; no entanto, as apresentações que se seguiram não deixaram margem para dúvidas: há muita gente que acredita que a meta do Projecto Vénus é realmente atingível, e cá em Portugal já se está a trabalhar nisso. É claro que isto só é possível dada a conjuntura socio-económica actual que se faz sentir no país, mas é de qualquer forma surpreendente encontrar tanto movimento neste Movimento, e tanto interesse nestas palestras.🙂

Pessoalmente, fui lá com uma atitude de curiosidade apenas, mas voltei impressionado com o activismo e o realismo que se sentiu, para além da boa disposição e contundência de alguns oradores😉 . Passada uma semana, já participei em duas reuniões virtuais nacionais através do TeamSpeak, e tenho a dizer que me encontro firmemente a acreditar que estas ideias têm pernas para andar. Ora então vamos lá ver do que é que estamos para aqui a falar…

Projecto Vénus – é o sonho/visão/obra de vida de Jacque Fresco e Roxanne Meadows, que defendem a substituição da Economia Baseada em Lucros por uma Economia Baseada em Recursos. Esta nova ordem socio-económica permite resolver todos os problemas que nos acompanham desde antes da invenção do dinheiro, como a pobreza, fome, guerra, e a necessidade de trabalhar para sobreviver. A forma de lá chegar é a eliminação total da escassez, em todos os aspectos, garantindo a abundância de tudo para todos. Para aqueles que confundirem isto com as tentativas toscas do Comunismo, observe-se que os regimes Comunistas “nivelaram por baixo”, ou seja, garantiram efectivamente a escassez de forma igual para toda a população, em vez de garantir a abundância…😉 Nesta sociedade baseada em recursos, as pessoas esforçam-se por atingir novos níveis de sofisticação e satisfação pessoal ao contribuir voluntariamente para a evolução da própria sociedade, sem qualquer obrigação. Para compreender este fantástico mas pragmático projecto, há que ler os livros “Designing the Future” e “Looking Forward”.

Movimento Zeitgeist – é um movimento de consciencialização que procura acordar as pessoas para a forma deficiente como o nosso sistema socio-económico global está desenhado e não corresponde às nossas expectativas de “busca da felicidade”, nem nunca poderá corresponder. Assistir ao documentário “Zeitgeist: Addendum” e às palestras de Peter Joseph, é a forma de começar a perceber quais são os defeitos do sistema. O Movimento Zeitgeist Portugal é o braço português desta organização, inteiramente voluntária e sem fins lucrativos, que se esforça por comunicar à população que existe uma alternativa a esta escravatura desiludida que vivemos, e que existe uma via de enorme esperança e potencial que podemos começar já a construir. Este movimento aceita voluntários em várias equipas: Comunicação pública, produção de Média, Desenvolvimento técnico, e Tradução de documentos e legendagem.

Associação Futuragora – é a versão portuguesa do Projecto Vénus. Esta associação esforça-se por implementar a Economia Baseada em Recursos aqui mesmo em Portugal, com os nossos recursos humanos e físicos e os nossos próprios objectivos, e trata portanto de executar a transição a partir da economia de lucro. Está à procura de voluntários e associados com qualquer capacidade técnica, que serão utilizadas assim que possível para desenvolver os projectos que nos levarão à transição. Como exemplos, ficam a construção de máquinas RepRap, ou o estabelecimento de um “Sistema Cibernético de Fornecimento de Recursos” (cujo back-office da Futuragora é o embrião), entre outros. Nós, as pessoas com perfil tecnológico, temos muito a contribuir para esta plataforma de mudança social. Nós podemos mostrar ao resto da população, com relativa facilidade, que a tecnologia já existe a um nível que pode tornar realidade muitos do objectivos propostos pelo Projecto Vénus.

E pronto, agora passo-vos  a bola a vocês. Conto ver-vos e ouvir-vos nas reuniões virtuais do TeamSpeak aos Domingos à noite, 22:30, e também na plataforma informática da Futuragora.pt, onde organizamos os nossos recursos disponíveis para a transformação socio-económica que irá libertar as pessoas.

Vá, levanta-te e caminha!!🙂

~ por Vasco Névoa em Julho 12, 2010.

10 Respostas to “Zeitgeist Portugal”

  1. Vasco,

    Acabaste por nao explicar como e que eles pretendem atingir a abudancia?
    Fizeste uma breve comparacao ao comunismo mas nao a desenvolveste pelo que continuo sem perceber exactamente do que falas?

    E quanto a ideia de se desenvolver um sistema que depende, sem compromisso, da vontade das pessoas em participarem, lamento dizer-te isto mas NUNCA ira funcionar.

    Essa e exactamente a mesma razao pela qual o comunismo falha (independentemente se sao coisas diferentes). Ha sempre alguem que se vai aproveitar da boa vontade dos outros para nao fazer ponta de um corno…e por isso e que e impossivel atingir a abudancia para todos.

    Abraco,
    Luis Miguel

    • Caro Luis, é precisamente por o plano da solução ser complexo que eu não me arrisquei a tentar explicá-lo, mas sim forneci os links exactos para que vocês possam ficar correcta e completamente esclarecidos. As dúvidas que apresentas são perfeitamente lógicas e humanas, mas são também completamente respondidas (e anuladas) pela metodologia exposta nos livros do Projecto Vénus. Convido-te então a dar uma passagem completa por esses dois livros, para que possas ver o “como” e o “possível”.🙂
      Estás a confundir Natureza Humana com Cultura Actual, e essa é a confusão (que todos nós fazemos logo à partida) que é preciso esclarecer pelo Movimento. Desejo uma boa leitura.
      Abraço, Vasco.

  2. Caro Luís, existe efectivamente um par de pontos que posso acrescentar. A abundância é garantida através de:
    – total automatização da logística da sociedade;
    – substituição da decisão política pela decisão científica.
    Para mais pormenores, é ler os dois livros, que se complementam um ao outro.
    Pessoalmente, encontrei mais respostas no “Looking Forward”, que por ter sido escrito em 1969 e por constituir uma tentativa de previsão do futuro, é bastante valioso, pois no seu texto estão contidas muitas previsões a 100 anos que já são realidade passados 40 anos. Para mim, isto é um bom indício.🙂

  3. Já li o suficiente sobre o movimento para entender o seu fundamento e de que forma se propõem a modificar a sociedade. Sinceramente, ao ler as soluções fiquei com calafrios, pois olhando com atenção existem mais perigos nessa sociedade “perfeita” do que na actual. Inclusive, algumas das premissas de que partem são totalmente naive. Enfim, compreende-se a vontade de mudar o mundo e por isso é que estes movimentos que prometem um mundo diferente conseguem ter um considerável apoio. Por mim, espero que consigam discutir o suficiente para entenderem os problemas das soluções apontadas, mas ao mesmo tempo que essas discussões nos aproximem de facto ideias realizáveis e úteis.

    • Caro Carlos, tens toda a razão.🙂
      Eu próprio ontem “tremi” ao ler os capítulos finais do “Looking Forward”, onde se fala de manipulação genética da raça humana e outras técnicas que rivalizam com a frieza horripilante do “Admirável Mundo Novo”. No entanto, partilho contigo não só a esperança mas também a certeza de que as pessoas irão analisar e rever, à luz da objectividade científica e a cada passo do caminho, cada uma das opções. Tenho a certeza que o bom-senso prevalecerá, e que os cenários do tipo “Matrix” e “Terminator” ou “Big Brother”, “1984” e “Admirável Mundo Novo” não serão possíveis dada a direcção da nossa evolução recente.
      A intenção é, hoje e sempre, tomar decisões com a objectividade que a Ciência permite, em vez da subjectividade que a Política nos tem habituado. E isto traduz-se no fim, em aplicar apenas aquilo que é benéfico e seguro para a Humanidade. A única razão porque a Ciência não tem funcionado bem, ultimamente, é, a meu ver, porque tem sido constantemente manipulada pela Política.

  4. Fui ler um pouco mais sobre o assunto ontem a noite e ver uns videos e continuo a achar que e uma utopia, algo nao exequivel. :o)

    Abraco,
    Luis Miguel

  5. Grande grande post a aparecer no Planet Geek, que tanta gente acompanha!

    Muitos Parabens🙂

  6. Se alguém quiser saber quem é Peter Joseph, está aqui uma longa e franca entrevista.
    Muito informativa, tanto do ponto de vista da biografia dele como das motivações.

  7. Vou apenas deixar uns nomes para os mais curiosos pesquisarem, sobre o que o Movimento Zeitgeist e o Venus Project apregoam:

    Jacque Fresco
    Medina Carreira
    Ghandi
    Alex Jones
    Krishnamurti
    Albert Einstein
    George Carlin
    Charlie Veicht
    George Orwell 1984

    Toca a ler! …. Mais uns tantos mais tarde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: