Refurbished Magician

O software do meu Openmoko Freerunner está cada vez melhor, graças ao esforço comunitário. A plataforma FSO (FreeSmartphone.Org), uma colecção de serviços dedicados a smartphones implementada primeiro em Python e agora em Vala, está a atingir a maturidade, e a distribuição SHR está cada vez melhor. Vai daí pensei que talvez fosse uma boa altura para tentar um “port” para uma outra arquitectura que tinha aqui na gaveta: o HTC Magician (“Qtek S100” aqui em Portugal).

Há muita procura de um sistema GNU/Linux para pôr no Magician, a razão principal sendo a grande m*rda cheia de bugs que é o “windows mobile 2003se” que vinha com o aparelho e que não pode levar qualquer actualização nem ser substituído – o fornecedor HTC assim o quis. Correcção: agora que o Cotulla hackou uma versão do “Windows Mobile 6.1” para este smartphone, já é possível meter pelo menos um sistema moderno.😉 Infelizmente, essa imagem wm61 não está completa, e sofre obviamente do problema do costume: só o seu autor é que tem acesso ao código-fonte, e é rei e senhor das alterações feitas. Portanto, para mim não serve.

E as imagens de Linux produzidas em 2007 por Philipp Zabel (distribuições Angstrom / Opie / OM2007) não podem ser consideradas utilizáveis, portanto, há que meter mãos à obra.

É engraçado observar uma coisa: os meus sistemas que correm SW proprietário só pioram com o tempo, e tornam-se obsoletos rapidamente; os que correm  SW livre só melhoram, acompanhando os tempos. Qual é para vocês o melhor investimento?😉

Seja como for, havia um pequeno problema: o bichinho estava estragado. A ficha mini-USB (único meio de carregar a bateria) estava destruída, e era óbvio que havia maus contactos em outros componentes, para além das tampas exteriores estarem degradadas ao ponto de ele se desmanchar. Enfim, estava gasto!🙂 Este seria o ponto em que qualquer outra pessoa o deitaria fora. Mas eu tenho horror ao desperdício (e esta cena custou-me para cima de 500€!!!)

Graças ao ebay encontrei um conjunto de tampas e bateria novas (ao fim de dois anos na gaveta, a bateria já não carregava). Depois chegou a hora de o desmontar todinho, de fio a pavio, e fazer uma limpeza profunda… areia, cotão, verdete, quase 5 anos de uso ininterrupto saíram lá de dentro. blarrgh…

Uma chave Torx 6, uma chave Phillips pequena, uma palheta, pincéis para a limpeza, o manual de serviço, e é claro, muita paciência, e estava desmontado e limpo.

MagicianExploded

Depois dei atenção à electrónica. Havia várias soldaduras partidas: leitor sd card, bateria de apoio, chapas de protecção de interferências, etc. (É o que dá, fazer BTT com um smartphone.) E claro, a substituição da ficha USB. Esta deu trabalho, pois reaproveitei uma de um leitor de cartões queimado que tinha por aqui e que não tinha exactamente as mesmas dimensões. Mas no fim, bateu tudo certo. Mais uns pingos de cola nas partes soltas, e já está.

MagicianRefurbishedÓ pra ele, tão tesinho e bonitinho… só é pena não ter GPS nem WiFi. Mas os 416MHz ainda dão jeito.🙂

Custo  total da reparação: 18€ e 3 horas.

Agora sim, vem a parte difícil: montar o ambiente OpenEmbedded para portar a distribuição SHR para o Magician. E apesar do Philipp Zabel já ter feito quase todo o trabalho ao nível do núcleo Linux, ainda falta fazer a compilação cruzada de toda a distribuição e adaptar a infraestrutura FSO para os recursos de Hardware do Magician. Ou seja, tenho mais um hobby para muitos meses (já eram poucos)…😉

~ por Vasco Névoa em Agosto 22, 2009.

10 Respostas to “Refurbished Magician”

  1. Deixa isso e concentra-te no que é importante!! Agora que já funciona outra vez já o podes vender! Já devias saber o tempo que essas coisas consomem… e sem resultados garantidos pois nunca vais ter o tempo suficiente para investir nisso…

  2. Eu digo-te o que se há-de fazer… drop it!!! Foca-te, tás a dispersar!! Ouvi dizer que tens aí na garagem material usado muito mais interessante do que isso!

  3. Parabén pela limpeza😉 umas fotos do entretanto tinham ficado bem😀

  4. Muito fixe :o)

  5. Assim é que é! Agora tendo a concordar com o NJay … Vais perder muito tempo com isso.

  6. Tempo não se perde, se aplica !! como dnheiro sabes? resta ver se a aplicação lheender bons frutos ! só nã vá fazer como o leptopssauro tentedar omaxo des vez !! abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: