Quanto mais me bates…

Há 8 meses atrás pedi o conteúdo programático o meu curso de licenciatura ao ministério da educação, visto que precisava dele para o mestrado no ISEL e o Instituto Superior onde eu a tinha feito fechou há algum tempo.

Após ter telefonado e escrito várias vezes aos senhores do ministério, e de nunca ter obtido sequer uma confirmação de que o processo estaria a ser tratado, nem sequer uma estimativa de prazo de entrega da documentação, finalmente passei-me da carola e apliquei um pouco de “pressão diplomática”, como se segue:

É com extremo desagrado que verifico que esta situação se prolonga para além de todas as expectativas e muito para além de todos os limites razoáveis ou mesmo de grande boa-vontade e tolerância. O pedido original foi feito em (…), ou seja, há 8 meses. Por esta razão comunico-vos que irei deslocar-me em pessoa à vossa repartição com o intuito de proceder a uma reclamação escrita que descreva a inacreditável incompetência, desorganização, e até hostilidade que o vosso serviço me tem demonstrado. Após isto, exijo um pedido formal de desculpas, bem como uma celeridade inusitada na resolução desta questão, sob pena de accionamento de processo disciplinar e/ou legal adequado. Seguidamente encontram, pela terceira vez, o conteúdo do pedido, por forma a expedir eficientemente a questão.

O que resultou na resposta imediata:

Solicitando as nossas desculpas pelo atraso verificado na certificação dos documentos requeridos por V. Ex.ª, (…) pelas razões constantes da mensagem enviada por estes serviços em (…), encarrega-me o Senhor Director-Geral do Ensino Superior de transmitir a V. Ex.ª que a documentação vai ser-lhe expedida para a morada a seguir indicada agradecendo-se, entretanto, indicação do seu contacto telefónico.

O contacto telefónico era para me perguntarem se eu ainda lá ia, ou se mandavam os papéis para casa… Dois dias depois tinha o monte de fotocópias na minha caixa de correio. Ou seja, um pedido que andou a ser ignorado durante 8 meses foi satisfeito em cerca de uma hora, mediante a aplicação de pressão!!! Mas porque é que não trataram logo da porcaria da documentação??!?! No mínimo, porque é que não abriram um processo, com um número individual atribuído, e não mo comunicaram? Mesmo que o “serviço” estivesse assoberbado de trabalho, um atraso credível seria um mês, talvez dois, no máximo três. Oito meses é sinal de completo descontrolo e desrespeito pelos cidadãos que lhes pagam o salário.

A generalização é uma tentação fácil. Eu não vou dizer “Mas porque é que a burocracia Portuguesa só funciona à chapada?!…”, ou então “convém sempre abaná-los um bocadinho, pelo sim pelo não” apesar de ser essa a vontade inicial. Vou sim, apontar o dedo àquela senhora que procrastinou a tarefa durante meses, ou ao colega que enfiou o processo debaixo duma caixa de “donuts”, pois é de casos objectivos que a verdade é feita. No fundo, sinto pena deles, pois não quereria nada viver essa vida cinzenta de “fugir ao trabalho”…

~ por Vasco Névoa em Maio 22, 2009.

3 Respostas to “Quanto mais me bates…”

  1. Há poucas coisas que me irritem mais do que a burocracia. Ou incompetência. Às vezes é-me difícil distinguir uma da outra.

  2. É uma pouca vergonha este país :o((

  3. Em certa altura fiquei à espera cerca de 7 meses pelo subsídio de desemprego. Liguei para lá algumas vezes até que resolvi ser incómodamente insistente e ligar 2 ou 3 vezes no mesmo dia a insistir que tinha entregue o processo apesar de eles me garantirem que não tinham lá nada. Finalmente e perante a minha insistência lá o descobriram debaixo dum monte de papelada numa secretária. Outra pessoa com menos “almofada” financeira tava feita ao bife. O que me chateia é que temos mesmo que ser chatos. IRRA!!!… Ficamos na boa fé de que as pessoas do lado de lá sabem o que fazem e vamos dando mais um tempo… mas depois as coisas arrastam-se até que decidimos que “ou vai ou racha”. O problema é que estas tretas acontecem com demasiada frequência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: