Só sei que nada sei

É curiosa a maneira como a nossa sabedoria evolui, e principalmente a maneira como ela nos é transmitida…

Sempre que decido adquirir novos conhecimentos, acabo por verificar que os meus velhos conhecimentos estavam tão incompletos que até podem ser considerados errados…

Isso aconteceu quando fui frequentar aulas de natação no Estádio Universitário: apenas me submeti ao processo de aulas deles porque não havia outra forma de frequentar natação ali. Afinal, eu até já sabia nadar os 4 estilos, por isso aquilo era só exercício… pensava eu. Passada a humilhação temporária de ser incluído na classe de “adaptação ao meio aquático” (a mesma de quem não sabe nadar), lá me transferiram para a “piscina grande” para poder praticar com os outros – algo que eu já tinha feito durante muitos anos em outros sítios. Mas este compasso intermédio foi valioso, pois eu tinha uma série de “vícios” nos movimentos que me impediam de atingir uma eficiência motriz aceitável… e que os monitores dali identificaram e tentaram corrigir para meu benefício.

Aconteceu também quando frequentei o Mestrado em Engenharia Informática: apesar dessa não ser a minha formação base e eu não ser propriamente um génio do software, eu pensava que já tinha visto a maior parte da arte ligada a essa indústria ao cabo de 5 anos de prática profissional… como eu estava errado!🙂 Qual não foi a minha surpresa ao “descobrir” o potencial dos “design patterns”, e a minha revolta por não mos terem apresentado durante a licenciatura!!…

E agora acontece novamente no Mestrado de Engenharia Electrotécnica!! Eu pensava que já sabia Física, pelo menos a Mecânica Clássica, a Termodinâmica, e a Electrotecnia… pfff!… ilusão… bastou uma coisinha chamada “Função Dissipativa de Rayleigh” para eu ver que os meus conceitos de Física estavam bastante incompletos. Durante muitos anos eu achei que P=R*I^2 era uma maneira correcta de calcular o calor libertado por uma resistência eléctrica, e afinal era P=(R*I^2)/2. A outra metade da energia é aplicada em trabalho sobre o próprio circuito eléctrico; é o princípio universal da “acção-reacção”. E o mesmo raciocínio é aplicável a todos os outros domínios físicos (mecânica, química, etc.) – aliás, dou graças por ter uma cadeira e um professor cujo objectivo é precisamente fazer-nos encarar todo o corpo de conhecimento que já temos e dissecá-lo e questioná-lo cruelmente até que ele seja absolutamente coerente. E nós nem fazemos ideia de como aquilo que sabemos é incoerente, até encontrarmos algo ou alguém que realmente nos põe à prova – o que infelizmente não acontece com frequência…

Várias vezes ao longo da vida fui confrontado com pessoas “com muita experiência” e com “grandes certezas”; estas certezas sempre me fizeram impressão: como pode alguém ter a certeza absoluta seja do que for, se não está na posse de toda a informação existente relativa ao assunto? Quantas pessoas de meia-idade já me fizeram afirmações bombasticamente erradas, com a maior naturalidade de quem praticou os mesmos erros durante várias décadas na certeza de esta ser “a única maneira”…

A minha conclusão é que a humildade é a melhor estratégia: só sei que nada sei, e por isso tenho de construir, com as minhas próprias mãos, dia após dia, aquilo que sei e que sou. E por mais que me esforce, estarei sempre errado, por estar incompleto…

… daí o desafio de viver!!!😀

~ por Vasco Névoa em Novembro 12, 2008.

6 Respostas to “Só sei que nada sei”

  1. Tás no bom caminho😀

  2. http://bobsutton.typepad.com/my_weblog/2006/07/strong_opinions.html

    abç

  3. Este é um dos tais posts que gostava imenso de ter escrito mas que apesar de tudo nunca o consegui escrever.

    @braço.

  4. Eu adorei este post, só me faltou chorar!
    Tudo leva a criação e evolução sem fronteiras
    Abraço a todos os pensadores da nova geração.

  5. Vc deixa eu “recitar” isso num evento aqui na minha cidede? Eu acheitudo a ver comigo! Please! eu divulgo seu nome e o blog no final!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: