Restaurantes “Japachineses”

Eu adoro um bom Sushi. E seja com a família, com os amigos, ou mesmo sozinho, aprecio sempre a comida Japonesa e faço hábito de descobrir novos restaurantes para conhecer esta gastronomia fantástica.

Já repararam que há agora uma explosão de restaurantes Japoneses em Lisboa? E já repararam que esta explosão se deu mais ou menos depois daquela inspecção da ASAE que fechou uma série de restaurantes Chineses?… hmm… dá que pensar, não dá?

No outro dia fui com um grupo de colegas a um novo restaurante em Telheiras, o Osaka; alguém tinha falado bem daquilo, e fomos lá investigar. Lá chegados, eu disse logo “que engraçado, está mesmo onde era um restaurante chinês aqui há uns tempos!!”. Mal entrei, tive uma sensação estranha de “Dèjá Vu” ao ver uma daquelas mesas de chapa eléctrica no meio das mesas de cliente… só tinha visto aquilo antes noutro restaurante Japonês (o “Sakura” de Entrecampos) e não gostei nada da comida de lá. Ignorei a coisa, e sentámo-nos.

Ao fim de um bocado sem ninguém nos vir perguntar o que queríamos, lá interpelei um empregado que andava a passear, e ele explicou que era self-service na mesa de buffet. Hmm… estranho, os Japoneses costumam ser mais cerimoniosos que isto. Bom, se calhar é uma moda “low-cost”😉. Vamos lá ver então esse buffet.

Arroz xau-xau… mini-crepes de legumes… salmão e choco ainda semi-congelados… pedaços de carne para fritar na chapa… e já não sei que mais, mas a escolha era bastante pobre para qualquer restaurante. E se não tivesse visto claramente escrito no exterior “Japonês”, ia jurar que estava num restaurante Chinês muito rasca. Bom, adiante, talvez isto com um chá verde melhore…

Pedimos quase todos o chá verde (frio, o que não costuma ser opção num Japonês, mas eu dou sempre o benefício da dúvida). Demos um gole, e olhámos todos uns para os outros com cara de incredulidade e nojo – “mas o que é esta m**da??!?? Parece água com café e muito açúcar!!!!”. O empregado confirmou com o ar mais despreocupado do mundo: “Sim, esse chá é chá verde com sabor a café.”

Por esta altura já não valia a pena negar: estávamos na “twilight zone” dos restaurantes, e teríamos sorte em sair dali com a nossa saúde intacta. Cheguei a casa, despi-me imediatamente e saltei para o banho, pois o cheiro a fritos e gordura tinha-se colado à roupa e cabelo como se de ranho se tratasse.

OK, a partir de hoje, já sabem: chapa eléctrica à vista, fujam a sete pés. Arroz xau-xau e crepes de legumes no menu: não é Japonês de certeza.

Ainda estou na dúvida se o Sakura de Entrecampos também é uma farsa do mesmo género, mas pelo menos a comida lá é aceitável e não parece perigar a saúde pública. E pelos vistos não fomos os únicos a sofrer o mesmo no Osaka…

Pronto, aqui fico o aviso. Se quiserem provar um bom restaurante Japonês, comecem pelo Assuka, ou o Aya, ou o Ken-Ichi, ou o Novo Bonsai do Bairro Alto. Esses sim, são verdadeiros Japoneses, com toda a qualidade, frescura, e originalidade da culinária do Sol Nascente.

~ por Vasco Névoa em Julho 9, 2008.

4 Respostas to “Restaurantes “Japachineses””

  1. Ken-Ichi😀 Comi lá um Ramen (ok não será um prato tipicamente japonês, mas I don’t care) maravilhoso!

  2. Para quem estiver interessado, Ramen no kenichi só fazem à hora de almoço😉

    Para mim é Bonsai all the way!
    Mas ainda tenho que experimentar mais alguns restaurantes, ainda não fiz o tour completo. Mas pelo menos vou acelerar a coisas, porque aos pseudo-japoneses já desisti de ir.
    Agora só se der para falar japonês ou com o empregado ou com o cozinheiro. Pelo menos com o dono do restaurante!

    Peixe congelado ?
    “Dame da, dame da” …

  3. Um restaurante Japonês muito bom é o Rock&Sushi em Alcântra. Já lá comi bastantes vezes e recomendo vivamente a quem gosta de sushi. O Peixe não é congelado, é sempre fresco🙂

  4. Lamento deiludir o Nuno mas todo o peixe que é consumido cru é congelado… Por uma questao de higiene e para diminuir os perigos que o consumo de peixe cru representa para a saude dos consumidores, o peixe tem de ser congelado durante pelo menos 24 horas a cerca de -18ºC. O peixe pode ser de facto comprado fresco pelos restaurantes, mas é depois responsabilidade dos operadores submeter o peixe a esse processo de congelação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: