Afinações ao Feisty

Pois é, já me tinha esquecido o que é estar na linha da frente…

Agora com o meu novo sistema de 64bits, há um pequeno conjunto de coisas que não funcionam imediatamente “ao desembrulhar” o Ubuntu Feisty Fawn

Mas felizmente há sempre membros da comunidade prontos a colmatar as falhas da distribuição, e aqui vão as dicas que me deram.

As coisas que tive de instalar “à parte” no novo sistema:

  • Controlador da placa gráfica nvidia 8600 GT: é tão recente que ainda não há suporte oficial para linux por parte da própria nvidia. Mas disponibilizam um controlador “beta”, que ainda não está incluído nos repositórios do Ubuntu. Solução: usar um instalador especial chamado “Envy”. Até agora, não tive qualquer problema.
  • Macromedia Flash para os navegadores de internet (64bit): também não está incluído nos repositórios do Ubuntu… mais uma vez um script privado vem salvar o dia. Sem isto, não podia ver vídeos Youtube e outros do género no Firefox!…
  • Utilização de “Jumbo Frames” nas placas gigabit: a ligação gigabit ethernet entre o meu cliente e o meu servidor estava muito lenta; aumentar o tamanho das memórias intermédias de rede no Linux e a configuração das placas com uma MTU maior acelera bastante as coisas! A taxa de transferência de dados dos discos segundo o teste “hdparm -t” foi no meu sistema:
    • ~ 62 MB/s localmente no servidor;
    • ~ 30 MB/s remotamente por AoE antes das afinações;
    • ~ 80 MB/s remotamente por AoE após as afinações. Há uma explicação para o facto da velocidade de acesso por AoE ser mais elevada do que localmente, e está ligada às técnicas de gestão de memórias intermédias (buffers) por parte do núcleo Linux, mas eu não me lembro qual é.😉
    • Acrescentar ao ficheiro /etc/sysctl.conf :
      • # allow ethernet jumbo frames in kernel ring buffer:
        net.core.rmem_default=262144
        net.core.rmem_max=262144
        net.core.wmem_default=262144
        net.core.wmem_max=262144
    • Configurar as placas eth com mtu=9000 (na minha não dá, tem de ser 7200):
      • Servidor – alterar /etc/network/interfaces de modo a ter:
        iface eth1 inet static
        mtu 9000
    • Convém reiniciar ambos os sistemas após as alterações.
  • Memória partilhada para o editor de vídeo “Cinelerra“: ele queixava-se que era pouca. Acrescentar ao /etc/sysctl.conf as seguintes linhas:
    • # give cinelerra all the shared memory it wants:
      kernel.shmmax=0x7fffffff

À medida que for encontrando mais coisas, vou acrescentando aqui.Enjoy!

~ por Vasco Névoa em Agosto 16, 2007.

Uma resposta to “Afinações ao Feisty”

  1. se das tanta memoria (partillhada) qt Cinelerra quiser, não irás ter problemas?
    é como deixar um cão de guarda (dos beras) à porta de casa…qq dia queres entrar, e não consegues!!!!😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: